Dicas e Turismo

Sevilha – Espanha

Conhecemos a cidade de Sevilha, na região de Andalucia, Espanha, em fevereiro de 2015. Mas ainda não tinha conseguido escrever sobre essa aventura. Como o irmãozinho e a cunhada vão para lá agora e me perguntaram sobre esse destino encantador, resolvi sentar e colocar aqui um pouco do que conhecemos.

O primeiro ponto que gostaria de mencionar é que não faltam, na internet, dicas para você passar “Um dia em Sevilla”. Mas se tiver flexibilidade em seu roteiro, eu sugiro que fique um pouco mais por lá. É uma cidade que merece mais do que isso.

Em nossa estadia, passamos duas noites no destino. Chegamos em uma tarde, passamos o dia seguinte inteiro passeando, e fomos embora na manhã seguinte, bem cedo. Eu gostaria de ter passado pelo menos dois dias inteiros por lá. Acho que isso sim, seria o mínimo necessário.

Onde fica

Sevilha (ou Sevilla) é uma cidade espanhola da região de Adalucia, porção sudoeste do país. Encontra-se a cerca de 530Km de Madri.

Sevilha como chegar
Como chegar em Sevilha

Se preferir alugar um carro, a partir de Madri, serão cerca de 5h de estrada.

De avião será uma viagem de 1h de duração desde o Aeroporto de Madrid Barajas (MAD) até o Aeroporto Internacional de Sevilla (SVQ).

Você tem ainda a opção de viajar de trem. Em nosso caso, como os voos com a low cost que voamos não eram diários, utilizamos o trem para retornar à Madrid. Embarcamos na estação de Sevilla Santa Justa e desembarcamos na estação de Madrid Puerta de Atocha. Compramos as passagens ainda no Brasil pelo site da Renfe – www.renfe.com (passagens podem variar de 35 a 65 euros).

Sevilha Clima
Clima

Devido a sua localização, a cidade de Sevilha possui um clima mediterrâneo sendo Julho o mês mais quente e Janeiro o mais frio. O inverno na cidade não é tão duro quanto outras cidades na Europa, ao contrário, possui temperaturas mais suaves apesar da possível umidade. Já os verões, possuem uma característica de serem mais secos. Os meses mais chuvosos são Novembro e Janeiro.

Sendo assim, como grande parte das cidades que possuem um verão quente e seco, uma boa pedida seria visitar Sevilha na primavera (entre março e junho) ou outono (setembro a dezembro, com cuidado apenas para não pegar os meses de chuva).

Sevilha metrocentro
Como se locomover

Chegamos na cidade pelo Aeroporto Internacional de Sevilla. De lá até o centro, utilizamos um ônibus coletivo e descemos no centro, para então ir à pé até nosso hotel. Acesse o site do aeroporto para mais informações – www.aena.es

O Autobús, como chamam, é um meio de transporte muito utilizado pelos sevillanos. O custo da passagem é de 1,40€ a viagem unitária, mas existem opções de tarjetas turísticas (bilhetes) de 1 ou 3 dias. No site da empresa você pode ver informações atualizadas e até planejar seu itinerário, veja – www.tussam.es.

Durante o tempo que estivemos ali, fizemos todo o percurso à pé e foi bem tranquilo. Pontuamos os lugares que visitaríamos por proximidade, colocamos um calçado confortável e fomos bater pernas.

Você pode também usar o metrô que cruza a cidade de leste a oeste ou ainda, o metrocentro, uma espécie de bonde que, por superfície, passa pela região de monumentos da cidade, no coração de Sevilha.

A tarifa de metrô pode variar de 0,82€ a 1,37€, dependendo da quantidade de “tramos” (trechos) que irá percorrer. A linea 1 é composta por três trechos e passando de um para o outro você dará um “salto”. No site será possível ver valores atualizados por saltos, bem como planejar seu itinerário. Confira – www.metro-sevilla.es

Para as opções de taxi, nos sites a seguir é possível ver os valores cobrados por quilômetro rodado – radiotaxidesevilla.es e www.teletaxisevilla.es.

Sevilha é também uma cidade consderada bike-friendly por ser plana e de fácil locomoção. Possui aproximadamente 170 quilômetros de ciclovia ao longo da cidade, com um serviço público de aluguél de bicicletas, o Sevici, e 250 estações abertas 24h por dia. Aqui você encontra mais informações sobre esse serviço – www.sevici.es

Hotel em Sevilha
Onde ficar em Sevilha

A cidade de Sevilha é dividida em 11 distritos, subdivididos em bairros. As principais atrações estão na região do centro e Santa Cruz.

Ficamos hospedados no bairro de Alfalfa, no distrito de Cusco Antiguo, Hotel Corral del Rey. Aqui você encontra um relato completo sobre nossa estadia e um review deste hotel mega aconchegante – www.dicaseturismo.com.br/onde-ficar-em-sevilha



Booking.com

Sevilha tapas e sangria
O que comer

Se quiser provar um pouco da gastronomia sevillana, segue agora alguns pratos que você pode saborear ao “ir de tapas”.

- Pavia de bacalao – um aperitivo de bacalhau frito envolto por uma crocante empanatura.

- Menudo Sevillano – ou Callos, é um cozido nutrituvo feito com carne de porco ou vitela ótimo para os dias de inverno.

- Adobo – bolinhos de peixe como anchovas e cação.

- Cola de toro – ensopado feito com a carne da cauda do touro. O molho é mais grosso e a carne é geralmente cozida com vinho.

- Ensaladilla sevillana – salada de batatas com cenoura, pimenta, ovos, azeitonas, pimentão, camarão e maionese.

- Hevos a la flamenca – ovos cozidos em uma panela de barro e podem ser adicionados tomates, verduras, jamón, etc.

Além destes, existem muitos outros pratos como a paella, gazpacho, camarões, croquetas e muito mais.

Aproveitamos para ir de tapas no aconchegante e encantador bairro de Santa Cruz. Recomendo que passe por lá para ver cantinhos charmosos de Sevilha.

O que fazer em Sevilha

Sevilha Aquario

Acuario de Sevilla

O aquário possui mais de 500 espécies aquáticas que Magalhães encontrou em sua viagem pelo mundo, divididas em áreas temáticas.
Acesse o site do aquário para mais informações – www.acuariosevilla.es

Sevilha Metropol Parasol

Metropol Parasol

Uma intrigante construção de madeira de aproximadamente 26 metros de altura, localizada na zona antiga da cidade em la Plaza de la Encarnación. Conhecido também como Las Setas de la Encarnación, possui 4 andares. Entre eles estão distribuídos algumas lojas, um antiquarium, alguns bares e restaurantes, um mirante e o Mercado de la Encarnación. Tente visitá-lo à noite. Com as luzes, essa construção ganha um toque especial!

Sevilha Flamenco

Flamenco

Sim, a atração principal de Sevilha. Visitar a cidade e não ver um tradicional show de flmenco é como ir à Paris e não ver a Torre Eiffel. E opções não irão faltar.

Em nossa viagem assistimos a um show de flamenco no próprio Museo do Flamenco que possui uma programação à noite. Compramos os ingressos quando estávamos lá, apenas algumas horas antes da apresentação. Como era baixa temporada, não foi necessário adquirir antes. Os ingressos custam cerca de 22 euros e aqui no site, você encontra a programação do tablao de flamenco – www.museoflamenco.com

Outro show bem conhecido é o Tablao de Flamenco El Arenal.

Sevilha Plaza España

La Plaza España

A fabulosa plaza que encontra-se dentro do grande parque Maria Luisa. Você também não pode deixar de visitar esse lugar.

Ela foi construída em 1928 com o objetivo de sediar a Exposição Ibero-Americana da Feira Mundial (já ouviu uma história parecida antes??? rsrs). Esse projeto foi feito em estilo Mouro, assim como outras tantas construções da Andalucia que reflete a influência desse povo na região. Tem um formato de meia lua com um rio que percorre de uma ponta a outra e pavilhões com azulejos coloridos ilustrando cidades da espanha.

Sevilha Rio Guadalquivir

Rio Guadalquivir

Percorremos uma das margens deste rio, por alguns quilômetros, pelo Paseo del Rio. Este paseo é um tipo de calçada larga abaixo do nível da rua onde pessoas caminham, correm, andam de bicicleta e é possível ainda observar moradores e atletas praticando canoagem. Aliás, esse rio já recebeu até competições internacionais de alto nível.

Sevilha Torre del Oro

Torre del Oro

Situada em uma das margens do Rio Guadalquivir, próximo à estação de metrô Puerta de Jerez, a torre com 36 metros de altura e três andares, fazia parte das muralhas da cidade como uma das torres de vigilha militar.

Foi construída em 1221 e seu nome possui algumas explicações. Uma delas diz que recebeu esse nome pois os azulejos que um dia a revestiram, produziam reflexos dourados. Outra diz ser o reflexo amarelado que projeta no rio. E outra ainda por ter um dia armazenado metais preciosos.

Você pode subir até o último andar por escadas em caracol para apreciar a vista do rio. Veja preço do ingresso e horários de funcionamento aqui – www.visitasevilla.es

Sevilha - Catedral e Giralda

La Giralda e a Catedral

Famosa torre da catedral gótica que guarda o campanário. Possui quase 98 metros de altura e é considerado o cartão postal da cidade.

Para chegar até o topo e ter uma linda vista da cidade, você terá que subir 35 rampas. Isso mesmo! Rampas e não escadas. São largas o suficiente para comportar 2 fluxos de filas indianas: para os que sobem e os que descem.

A catedral, assim como a torre, por conta da história de dominação, tem influências muçulmanas (mouros) e cristãs refletidas em sua arquitetura. Aqui você encontra informações sobre horários e preços – www.visitasevilla.es

Sevilha Alcazar

Real Alcázar

Palácio que serviu de alojamento para reis e também chegou a ser uma basílica onde está enterrado San Isidoro. É uma espécie de complexo que abriga alguns edifícios.

Por termos ficado pouco tempo, não chegamos a visitá-lo. Mas dizem que uma boa pedida é visitar os jardins do Alcázar. Veja aqui informações sobre a visitação – www.alcazarsevilla.org

Outros atrativos para visitar são o Museo de Bellas Artes, Casa de Pilatos, Plaza de Toros, ver a fachada do Hotel Alfonso XIII e do Palacio San Telmo, Plaza de Santa Cruz, Puente de Triana e entre outros.

Dicas

Acredito que a principal dica seja a de não fazer apenas um bate e volta. Essa cidade merece pelo menos uns dois dias inteiros.

Se preferir viajar de avião, lembre-se das companhias low cost Ryanair e Vueling. Elas te conectam também com outras cidades além de Madrid. Em nosso caso, saímos de Marrakech em direção à Sevilha.

Perca-se também pelo bairro de Santa Cruz, um bairro super charmoso e com boas opções para almoçar em Sevilha. Dedique ainda um tempinho para caminhar pelo Paseo del Rio Guadalquivir para viver um pouco do cotidiano de alguns sevilhanos que praticam esportes por ali, passeiam com seus filhos e amigos.

Links externos

www.visitasevilla.es


Um Comentario

Quantas dicas Maravilhosas, agora vamos conseguir aproveitar muito mais a viagem. Depois desse POST, fiquei bastante ansiosa. Muito obrigada!

Feito por Marisol — 31 de julho de 2018 @ 01:10



Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Comente aqui

hoteis-booking





pesquise hotéis

pesquise passagens

onde fica

    veja também

  1. Roteiro de Sevilha, Espanha.
  2. Onde ficar em Sevilha
  3. Articket Barcelona
  4. Dicas para viajar na Páscoa 2011
  5. Madrid Card, o visit pass de Madrid

twitter

Me on Google+