Dicas e Turismo

Santiago do Chile

Em março deste ano, 2013, o Dicas e Turismo foi conhecer mais 2 novos países, Chile e Bolívia (ou pelo menos, parte deles) e agora chegou a hora de escrever um pouco sobre o que conhecemos e aprendemos.

Nossa primeira parada, obrigatória de se fazer, foi a cidade de Santiago, no Chile. Não era esse o objetivo da viagem, mas já que estávamos passando por lá tínhamos que conhecer. Talvez por isso, eu particularmente, não tinha muitas expectativas, mas confesso que acabei gostando bastante da visita.

Onde fica

A cidade de Santiago é a capital do Chile e está localizada quase no centro do continente chileno, praticamente colada na Cordilheira dos Andes. É considerada ainda a maior cidade deste país e não é uma cidade litorânea.

Como chegar a Santiago

Santiago do Chile encontra-se a apenas 4h de vôo a partir da cidade de São Paulo e a 5h da cidade do Rio de Janeiro.

Voam para lá companhias como a Aerolineas Argentinas, Lan Chile e Tam, as duas últimas também conhecidas por LATAM. Para quem mora no Rio de Janeiro, existem vôos diretos para a capital chilena, ainda que em uma freqüência um pouco menor em relação aos vôos que partem de São Paulo, realizados pela Lan e pela Tam.

Quando chegar em Santiago, vai desembarcar no aeroporto internacional, chamado Arturo Merino Benitez, em homenagem ao Comodoro Arturo, primeiro comandante-chefe e fundador da Força Aérea Chilena. Encontra-se na comuna de Pudahuel, a cerca de 13Km do centro de Santiago. Se quiser mais informações sobre o aeroporto, acesse aqui o site oficial do Aeroporto Internacional de Santiago.

Para chegar ou sair do aeroporto, existem duas boas opções para os turistas. A primeira seriam os taxis e a segunda, os serviços de vans.

Os taxis não são caros, assim como em Buenos Aires. Logo ao desembarcar, vai sofrer um assédio muito grande dos taxistas, tanto os oficiais do aeroporto, como os não oficiais.

E as vans que falei, pertencem a empresa TransVip, que oferece serviço de van compartilhada com outros passageiros, mas que te deixam na porta do seu hotel, ou ainda um taxi privado.

Se estiver em pelo menos 2 pessoas, acho que um taxi privado já vale a pena. Mas pela TransVip vai sair mais caro do que com os outros taxistas. Um taxi vai custar em torno de 16.000 pesos chilenos até o centro de Santiago e a van compartilhada, 5.500 pesos por pessoa. Para mais informações, ou reservas, acesse aqui o site da TransVip.

Nos próximos posts falaremos mais sobre o aeroporto e detalhes sobre como chegar e sair dele.

Quando ir a Santiago

Sou 100% adepta a visitar toda e qualquer cidade fora da alta temporada e em estações mais amenas como a primavera, por exemplo. A não ser que você queira realmente viver uma experiência de inverno e neve, ninguém merece carregar aquela mala grande, cheia de roupas e casacos pesados de frio.

Em Março, quando a visitamos, o clima estava perfeito. Sem chuvas, e um sol que durante o dia permitia a você ficar com os braços de fora, e à noite, uma jaqueta mais leve dava conta do recado.

A alta temporada por lá, seria durante o inverno. Quando os visitantes tem como foco Valle Nevado e outras regiões de esqui e neve, e fazem uma rápida parada em Santiago, Assim como a relação Bariloche e Buenos Aires. E isso acontece no final do mês de Junho, até o mês de Setembro. Nesse período é onde as chuvas, não tão abundantes, ocorrem. Segundo o Wikipedia, 80% da chuva anual, cai durante esses meses. E a ocorrência de neve na cidade de Santiago é rara.

Já o verão, de dezembro à início de março, pode apresentar temperatura de até 35ºC e com ar muito seco. Aliás, essa foi uma das coisas que mais senti no clima da cidade. Ar muito seco, que fez com que eu utulizasse o tempo todo um soro nasal.

Onde ficar

Pode se dizer que a Santiago que visitamos, é uma das comunas da província também chamada de Santiago. Lá você vai encontrar bairros como Vitacura, Brasil, Providencia, Las Condes, Bella Vista e Centro. Os 4 últimos foram os recomendados por um amigo chileno para ficar hospedada, sendo que os 2 últimos encontram-se mais próximos das atrações turísticas.

O centro está mais perto de tudo, mas após às 20h horas, como também me foi dito antes da viagem, fica realmente deserto. Não considero perigoso, mas exige uma maior atenção para se andar por lá nesse horário ou então, nesse período do dia, pense mais em utilizar os taxis, se é que você não está hospedado ao lado de uma estação de metrô.

No nosso caso, tivemos mais uma vez a oportunidade de utilizar os serviços do Wimdu. Um site de reserva de apartamentos (e quartos privados também), que utilizamos pela segunda vez e continuamos a adorá-lo.

Alugamos um apartamento por 5 dias que encontrava-se próximo a estação Santa Ana de metrô. Não conhecemos pessoalmente o proprietário, mas durante o tempo que ficamos por lá, nos falávamos por WhatsApp, e ele nos respondia sempre. Tivemos sorte pois estreamos o apartamento do proprietário. Além de muito bem decorado, estava tudo absolutamente novo.

Se quiser conhecer o Wimdu e pesquisar apartamentos em Santiago ou outra cidade do mundo, acesse www.wimdu.com.br faça uma pesquisa para a sua próxima viagem e veja como muitas vezes vale mais a pena alugar um apartamento com a possibilidade de usar todos os cômodos, do que ficar em um hotel.

Em um próximo post falaremos mais sobre o apartamento em que ficamos e colocaremos as fotos e endereço.

Santiago - Como se Locomover
Como se locomover

Além dos taxis, muito bem vindos na volta de um jantar até o local onde encontra-se hospedado, devo dizer que o metrô foi a nossa opção para conhecer a cidade.

Com ele chegávamos a praticamente todos os lugares que visitamos, com exceção da Vinícola Concha y Toro (que tivemos que seguir também com o ônibus), da zona gastronômica de Vitacura e de alguns pontos de compras em Las Condes e Outlets que ficam próximos ao aeroporto.

A utilização também é simples. Compra-se o bilhete nas bilheterias, basta inseri-lo nas catracas e isso garante seu ingresso às plataformas. Existem 5 linhas, identificadas por números e cores e algumas estações fazem intersecção para viabilizar as baldeações. É como o metrô de São Paulo. Basta identificar as estações das pontas, para ver o sentido que você tem que pegar, e as suas estações de origem e destino, para saber se existirão baldeações ou não. Tem mapas das linhas em todas as estações.

As tarifas podem variar de 560 a 610 pesos. Isso porque, assim como o metrô de Londres, o metrô de Santiago opera em função de horários de pico. Se quiser mais informações sobre essas faixas de horários, saber como planejar sua viagem de metrô e horário de funcionamento das estações, basta visitar o site do metrô de Santiago.

Com relação aos ônibus, os utilizamos por duas vezes e em ambas pagamos as passagens para o motorista e nos custou cerca de 600 pesos chilenos a viagem por pessoa.

Existe ainda o bilhete integração do metrô com o ônibus e a Tarjeta Bip, que deve ser adquirida e carregada nas bilheterias de metrô ou outros lugares autorizados. E ainda aqui, os horários de pico devem ser considerados para variação de valores da tarifa.

Para mais informações sobre o transporte de ônibus veja o site oficial do Transporte de Santiago.

O que ver e fazer em Santiago

Existem muitas coisas para se fazer em Santiago. Em uma maratona que fizemos de 2 dias e meio por lá, não conseguimos dar conta de ver tudo. Mas logo abaixo, vou listar algumas coisas interessantes para se ver.

Santiago - Vinicolas

Vinícolas

A mais turística das vinícolas do Chile é a Concha y Toro. Para chegar até ela você deve utilizar metrô e ônibus ou então, metrô e taxi. Existem 3 tipos de tours para se fazer por lá: o tradicional, Marques de Casa Concha e a Experiência Don Melchor.

A descrição desses tours, bem com seus valores, você encontra no site da Viña Concha y Toro.

Além dela existem outras vinícolas próximas a Santiago como a Vinícola Cousiño Macul, Viña Santa Carolina, Matetic (em Casablanca), Emiliana e muitas outras.

Santiago - Troca de Guardas

Troca de Guardas e Casa de La Moneda

Assim como Londres, Santiago também tem a sua. Um pouco menos pomposa, mas interessante de se ver. Ela acontece pela manhã, em dias alternados e em frente a Casa da Moeda.

Se agendado, você consegue ainda fazer uma visita interna ao museu. Para mais informações acesse o site da Casa de La Moneda.

Santiago - Plaza de Armas

Plaza de Armas

Aqui você encontra um aglomerado de atrativos históricos como a Catedral de Santiago, Museu Histórico Nacional, a Prefeitura e o Edifício do Correio Central. Sem contar que é um bom lugar para sentar um pouco, descansar e ver o movimento da cidade.

Seguindo pela Calle Catedral, passando um quarteirão, você encontra também o lindo edifício do Congresso Nacional do Chile. E no sentido contrário, ainda a partir da Plaza de Armas, mas seguindo pela Calle Merced, você encontra a Casa Colorada, que abriga o Museu de Santiago.

Santiago - Museu Precolombiano

Museu de Arte Pré Colombiana

Uma das coleções pré-colombianas mais ricas do mundo. Possui uma série de obras dos maias, aztecas e outros povos, encontradas em muitos lugares como México, Honduras, Equador e etc. São esculturas, objetos e pinturas, onde algumas delas datam de até 4.500 antes da chegada do povo espanhol à América.

Encontra-se também a poucos passos da Plaza de Armas, na Calle Bandera, e aqui você encontra mais informações sobre horário de visitação, no site do Museu Chileno de Arte Pré Colombiano.

Santiago - Paseo Ahumada

Paseo Ahumada

Uma rua comercial, sem asfalto, onde apenas pessoas circulam. Ao longo dela, encontrará lojas de todos os tipos, bancos, lanchonetes e os famosos “Café con Piernas” Haiti e Caribe, locais famosos por terem as garçonetes que servem seus clientes com as saias mais curtas do mundo, rs.

O Paseo Ahumada estende-se desde a Plaza de Armas até a Avenida Liber Bernardo O’Higgins.

Santiago - Igreja San Francisco

Igreja São Francisco

Localizada na Avenida Bernardo O’Higgins, a Igreja San Francisco é uma igreja católica e antigo convento que hoje tornou-se um museu que guarda antigas relíquias religiosas. É o monumento mais antigo da cidade, em estilo colonial.

Santiago - Bairro Paris-Londres

Bairro Paris-Londres

Perto da Igreja San Francisco está o chamado micro bairro Paris-Londres. Marcado pela intersecção das ruas que possuem esse nome. Ao entrar nele, a impressão é de ser teletransportado para a Europa. Isso, graças a arquitetura dos edifícios e calçadas.

Muito charmoso, que ganha um toque especial com alguns barzinhos e restaurantes que estão por lá.

Santiago - Cerro Santa Lucia

Cerro Santa Lucia

Um dos lugares que você não pode deixar de visitar. É um monte com um mirante no topo, onde você pode ter uma linda vista da cidade e da cordilheira. Para chegar até ele, terá que caminhar e subir algumas escadas. Mas existem alguns pontos no meio do caminho como lindas fontes e praças que dá pra parar e recuperar o fôlego.

Um dos pontos de subida está localizado na Avenida Bernardo O’Higgins. E nesse mesmo ponto, ainda embaixo, você encontra um centro de artesanatos indígenas.

Santiago - Cerro San Cristobal

Cerro San Cristóbal

Outro importante cerro da cidade, mais alto que o de Santa Lucia. Aqui tem uma visão mais ampla da cidade.

Fique tranqüilo, pois aqui você pode usar um teleférico para subir até ele e depois seguir por uma escada até o topo principal onde está colocado de forma majestosa a imagem de Nossa Senhora, a protetora da cidade. O teleférico custa cerca de 1.500 pesos (subida e descida).

Aqui, em sua base, encontra-se também o zoológico da cidade.

Santiago - Mercado Municipal

Mercado Municipal

Quer comer peixe ou frutos do mar? Então almoce aqui um dia.

Além das bancas que vendem peixes frescos, no centro do mercado existe uma espécie de hall que concentra alguns restaurantes especializados em peixes e frutos do mar. Os garçons são muito gentis e alguns deles arriscam inclusive algumas palavras em português.

Aqui você poderá comer o maior caranguejo do mundo, que serve duas pessoas tranqüilamente.

Santiago - Los Dominicos

Los Dominicos

Localizado próximo a estação de metrô de mesmo nome, esse é também um centro de artesanatos indígenas, só que, bem maior do que o que encontra-se na base do Cerro Santa Lucia.

Aqui você encontra roupas, couro, instrumentos musicais, doces, jóias, restaurantes e muito mais.

Saniago - Costanera Center

Costanera Center e Gran Torre

O primeiro é um dos shopping centers mais movimentado da cidade. Encontra-se na Calle Andrés Bello, próximo as estações Los Leones e Tobalaba.

Já a Gran Torre, parte do complexo Costanera, é um prédio empresarial, todo espelhado que encontra-se em processo de finalização. Ao término, será considerado o edifício mais alto da América Latina, com seus 300 metros de altura.

Para informações sobre funcionamento do shopping, veja o site do Costanera Center.

Santiago - Patio Bellavista

Patio BellaVista

Um pátio delicioso cheio de lojas, restaurantes e bares internamente. Um bom lugar para um jantar ou um happy hour. Encontra-se no bairro de mesmo nome, considerado um bairro com algumas baladas e restaurantes. Para chegar até ele, desça na estação Baquedano. E a Calle Pio Nono é a principal rua do bairro.

Se quiser ver tudo o que tem dentro desse pátio, veja aqui o site do Patio BellaVista.

Santiago - Fontes de Luz

Fontes de Luz

Uma linda fonte dançante e iluminada que encontra-se no Parque Balmaceda. Logo que sair da estação Salvador, vai vê-la.

Além dos lugares acima, existem muitos outros que podem ser vistos como o Parque das Esculturas, La Chascona (uma das casas de Pablo Neruda), os campus das universidades que existem na cidade e a parte de compras onde você pode passear pelo Parque Arauco e visitar o shopping ao final e também os outles que encontram-se próximos ao aeroporto como o Buenaventura e o Easton Center.

Santiago - Onde Comer
Onde comer

Por mais clichê que seja, não pode deixar de jantar no Restaurante Giratório. Não é muito caro e de quebra você tem uma vista linda da cidade. As mesas estão postas no alto do edifício, em uma plataforma que gira de forma quase imperceptível, dando a oportunidade de ver todos os lados da cidade. Ele completa uma volta a cada 45 minutos.

Acessando o site do Restaurante Giratório de Santiago você consegue ter uma idéia de valores, visualizando a carta e também o contato para fazer a sua reserva.

Para peixes e frutos do mar, como disse antes, o Mercado Municipal é uma boa pedida e para uma noite agradável, tente os restaurantes da BellaVista, como o super bem indicado Restaurante Como Água para Chocolate.

E não deixem de provar as empanadas chilenas. A de carne é chamada de Pino (e eu que achei que era de Pepino… rsrs). Tem um lugar que vende uma maravilhosa na Calle San Pablo, em frente a praça de mesmo nome. Recomendo!

Dicas

Existe um tour gratuito pela cidade, com a duração de aproximadamente duas horas, que sai da Igreja San Francisco. O tour é oferecido também no idioma português e quando estivemos lá, ele acontecia às 10h e às 14h e deve ser agendado.

Como não encontrei nenhum site com essa informação, sugiro que passe antes na igreja, e na recepção do museu colonial (na porta ao lado), pegue a informação e agende o seu tour.

Links externos

http://chile.travel


18 Comentarios

[...] o valor do metrô, como mencionamos no post Santiago do Chile, este pode variar de acordo com a faixa de horário que irá [...]

Pingback por Vinícola Concha y Toro | Dicas e Turismo - Seu guia de viagem. As melhores dicas sobre turismo, viagem, destinos e pacotes turísticos. — May 11, 2013 @ 7:45 pm



Bom dia.Poderiam fornecer mais detalhes da localização do tour em português que foi citado,qual rua exatamente ele inicia?
Obrigado

Feito por jose marcos — June 30, 2013 @ 3:41 pm



Olá José, infelizmente não existem mais informações sobre esse tour na internet. Quando estivemos lá, lembro que existia nos horários das 10h e 14h com um garoto brasileiro. Se quisesse, poderia ter entrado em grupo na hora, pois havia chegado já próximo ao horário de saída do tour das 14h. Mas meus amigos, que também estiveram por lá, reservaram 1 dia antes.
O máximo que consigo te dar aqui, é o site do museu colonial (http://museosanfrancisco.com/). Os meninos que organizam esse tour ficam na recepção.

Espero ter ajudado.

Daniella Mendes

Feito por admin — July 6, 2013 @ 1:42 pm



Oi, gostaria de ajuda, como vou para Santiago na semana santa e lá também é feriado religioso, como saber os locais que são fechados?
Obrigada!

Feito por Carla azevedo — September 29, 2013 @ 11:45 am



Olá Carla, tudo bem?
O que eu tenho o costume de fazer quando preciso dessa informação é entrar no site oficial de cada lugar que quero visitar e ver no item “Funcionamento”, quais as datas festivas que não estarão funcionando. Se a resposta não estiver por lá, o que resta é mandar um e-mail solicitando a informação. Abraços

Feito por admin — October 26, 2013 @ 12:50 pm



Oi Daniella, parabens pelo seu site. Quero perguntar sobre apartamentos de aluguel(entrei no site indicado Wimdu): como nunca aluguei apartamento em minhas viagens queria saber como fica a questão de roupa de cama e papel e toalhas no banheiro.
Obrigado antecipadamente, Miguel

Feito por Miguel Bahia — November 2, 2013 @ 8:18 pm



Olá Miguel. A roupa de cama já estará lá limpinha. Só não vai haver troca, pois não existe serviço de quarto. Papel terá o suficiente para os dias que ficar e as toalhas são geralmente uma de rosto e uma de banho para cada hóspede. Foi assim nas duas vezes em que alugamos. Abraços

Feito por admin — November 3, 2013 @ 6:48 pm



Gostaria saber opções transporte do e para o aeroporto de Santiago. Grato

Feito por Oldak — February 19, 2014 @ 1:43 am



Gostaria de maiores detalhes.

Feito por luiz baptista da silva — February 20, 2014 @ 6:45 pm



Sobre o que gostaria de saber mais, Luiz?

Feito por admin — February 23, 2014 @ 12:48 pm



Olá Oldak, nós usamos a Transvip. Uma empresa de transfer que oferece de forma coletiva ou privativa, o transporte. Além dela existem outras van não autorizadas, taxis e ônibus.
Dê uma olhada nesses links:
http://www.aeropuertosantiago.cl/medios-de-transporte-desde-y-hacia-scl/minibuses.html
http://www.aeropuertosantiago.cl/medios-de-transporte-desde-y-hacia-scl/buses-y-minibuses.html
Abraços
Daniella Mendes

Feito por admin — February 23, 2014 @ 1:06 pm



Olá Daniella,

Gostaria de saber qual apartamento vocês alugaram pelo Windu. Você teria o link? Eles não tem serviço de limpeza diária durante a hospedagem?

Quanto ao serviço de transfer, você acha melhor do que pegar um taxi?

Agradeço desde já.

Camila

Feito por Camila — February 28, 2014 @ 2:59 pm



Oi Camila, tudo bem?
Esse é o link do ap em que ficamos – http://www.wimdu.com.br/offers/3E0ZW7R6?checkin_date=07%2F05%2F2014&checkout_date=14%2F05%2F2014&search_geolocation=2006-santiago.
Esse modelo de hospedagem, não possui serviço de limpeza diária e nem café da manhã.
Sobre o transfer, um taxi sempre será melhor: serviço privativo e no momento que você desejar. Mas será mais caro também.
Optamos pela TransVip, porque era mais barato mesmo.
Abraços
Daniella Mendes

Feito por admin — March 1, 2014 @ 12:00 pm



Você conhece o website Decolar?

Já utilizou? Se sim, aconselha?

E obrigado pelas dicas, vou anotar todas.

Feito por Naira Oliveira — May 11, 2014 @ 5:32 am



Daniella Mendes

estarei viajando com minha esposa no período de 18-5a 25-05-2014, e gostei de sua informação, obrigado.
edgard nunes

Feito por edgard — May 11, 2014 @ 6:49 pm



Olá Edgard, fico feliz em saber que gostou de nossas dicas e informações.
Desejo a vocês uma boa viagem e depois voltem para nos dizer como foi a visita a Santiago.
Abraços

Feito por admin — May 12, 2014 @ 12:37 am



Olá Naira, tudo bem? Que bom que gostou de nossas dicas.
Infelizmente não posso te recomendar ou não o site da Dacolar, pois nunca o utilizei.
Mas dê uma olhada na internet ou em sites de reclamações. Pode te ajudar.
Abraços

Feito por admin — May 12, 2014 @ 12:40 am



Obrigo, pela dica estou indo para santiago, espero ter tempo para ir em todo esses lugares que vc indicou.

Feito por jose antonio — June 3, 2014 @ 12:30 pm



RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Comente aqui

twitter

Me on Google+