Dicas e Turismo

Roteiro de Barcelona, Espanha

Esse post conta um pouco do roteiro que fizemos quando visitamos a cidade de Barcelona no ano de 2009, precisamente no início do mês de abril. A viagem para Barcelona durou 6 dias, sendo 4 dias inteiros na cidade e 2 de deslocamento. Abaixo conto um pouco sobre esses dias, o que fizemos e o que vimos por lá.

Nesse período morávamos em Monte Morello, perto de Sesto Fiorento (Firenze). E uma das formas mais baratas que encontramos foi voar de Ryanair (Low cost) de Pisa para Girona. Fomos então de trem até Pisa e de lá pegamos outro trem que parava na estação do aeroporto de Pisa.

Naquele ano, a Rayanair operava apenas nesse aeroporto. Hoje, pelo que vi no site, ela opera também em outros dois aeroportos que servem Barcelona: Barcelona El Prat, o aeroporto da cidade (www.aena.es/es/aeropuerto-barcelona/index.html) e Barcelona Reus, da cidade de Terragona (http://www.aena.es/es/aeropuerto-reus/index.html).

O Aeroporto de Girona-Costa Brava Para encontra-se a 90Km de distância do centro de Barcelona ou aproximadamente 1:10h de carro. O Aeroporto El Prat a 15Km ou 20 min de carro e Aeroporto Reus a 105Km ou 1:15h de carro.

Quando chegamos em Girona, existia um transporte de ônibus com saídas adaptadas aos horários dos voos da Ryanair que nos levou para a Estación del Norte, junto ao Arco do Triunfo. Além dessa estação você pode também optar por parar na Av. Meridiana – Felip II – Metro Sagrera ou Rda. de St. Pere 21-23. Atualmente o trajeto custa 16 euros e dura 1:15h. Para saber horários, valores atualizados ou operação do Sagalés Airport Lines em outros aeroportos e destinos, acesse o site sagalesairportline.com/

Aproveite para dar uma olhada em nosso post sobre o Aeroporto de Girona, aqui – Aeroporto Girona Costa Brava.

1º Dia (Parc Guell, Hospital de Sant Pau, Sagrada Familia, Plaza de Toros e Torre Agbar)
Roteiro Barcelona Dia1

Este foi na realidade nosso segundo dia na cidade, mas como o primeiro tratou apenas do deslocamento falado acima, vamos direto ao que interessa, rs.

Ficamos hospedados no hotel AutoHogar Barcelona, da rede Best Hotels, que fica na Av. Paral·lel, 64. Em 2009 o hotel estava meio caidinho. Tivemos problemas com a água quente e por conta disso, tivemos que usar outro quarto para tomar banho. Não foi muito legal, mas eles foram rápidos em achar uma solução (ainda que não fosse a ideal). Mas a localização era boa e foi um dos mais fartos cafés da manhã que já tivemos em relação a outras viagens.

A boa notícia é que para escrever esse post, entrei novamente no site e vi que eles deram uma boa repaginada no hotel. Vejam só – www.hotelautohogarbarcelona.com.

Após o farto café da manhã mencionado acima, seguimos para nosso primeiro passeio, o Parque Guell. Pegamos o metrô na estação Paral – Lel e descemos na estação Lesseps, uma das estações de metrô mais próximas. A outra seria a estação Vallarca. A partir de Lesseps são 1,3 Km de caminhada e de Vallarca, 1,1 Km.

O Parc Guell é uma das incríveis obras do arquiteto Antonio Gaudí, encomendado pelo empresário Eusebi Guell. Os horários de acesso ao parque podem variar de acordo com a estação do ano. Geralmente abre entre 8h, 8:30h e fecha entre 18:30h e 21:30h. Entradas permitidas até 1h antes do fechamento. Quando visitamos o parque, a entrada era gratuita, mas agora é cobrado um valor de 8€ (existem alguns tipos de ingressos com descontos).

Veja aqui o nosso post sobre o Parc Guell, com mais informações sobre ele – Parc Guell.

Em seguida, caminhamos até o Hospital de Sant Pau, o hospital de Barcelona. Tem também uma arquitetura diferenciada, em estilo modernista, mas dessa vez, projetado pelo arquiteto Lluís Domènech i Montaner. É considerado Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura desde 1997. Vale muito passar por lá para apreciar a arquitetura catalã.

Depois disso, fomos para um dos maiores ícones dessa cidade e também de Gaudí: a famosa Sagrada Família ou Templo Expiatório da Sagrada Família. Do Hospital Sant Pau para a Sagrada Família percorremos a Avinguda de Gaudí por aproximadamente 1Km. Aproveitamos para almoçar no caminho, antes de fazer a visita ao templo.

O projeto da Sagrada Família teve início em 1882, passou para Gaudí em 1883 e a esse projeto ele dedicou seus últimos 40 anos de vida. Ainda assim a obra estava inacabada, tanto que quando estivemos alí, ainda existiam coisas a serem feitas e era possível notar que a obra ainda acontecia. Dizem que a previsão é de finalizar em 2026.

Hoje ela está bem diferente do que vimos, mas definitivamente não saia de Barcelona sem antes fazer essa visita. Se quiser saber um pouco mais sobre esse lugar, veja aqui nosso post – Sagrada Família de Barcelona.

Como o dia estava acabando, aproveitamos para passar em frente a Plaza de Toros de Barcelona e ver a Torre Agbar. Esta última, pelo menos em 2009, era dos mais altos edifícios de Barcelona.

Para chegar à Plaza de Toros, seguimos pela Calle Marina, atravessamos a Avinguda Diagonal e viramos a esquerda na Grand Via de les Cortes Catalanes (800m). La estará a Plaza. Seguindo ainda por essa avenida por mais três quarteirões, chegará a uma rotatória e entre a Avinguda Diagonal e Carrer de Badajoz, estará a Torre Agbar (850m).

Nesta altura estávamos mega cansados e fomos para o Hotel descansar para depois, à noite, sair para jantar e dar uma voltinha no Centro Comercial Maremagnum. Rolou até uma baladinha por lá.

Não sei se ainda funciona dessa forma, mas muitos promoters passavam nas ramblas promovendo lugares para “ir de copas” onde você pagava uma e ganhava duas.

MAPA

2º Dia (La Pedrera, Casa Batlló, Plaza Catalunya, Las Ramblas, Museu Marítimo, Rambla de Mar e fontes de Montjuic)

Roteiro Barcelona Dia2

Começamos nosso segundo dia em Barcelona visitando mais uma marcante obra de Gaudí, a famosa Casa Milá ou La Pedrera, construída entre os anos de 1905 e 1907 para Roger Segimon de Milá. Encontra-se no bairro Eixample, na Passeig de Gràcia, 92 e a estação de metrô mais próxima é a Diagonal, cerca de 200m.

Atualmente é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO e utilizada para exposições, apresentações e visitas. Aqui poderá conhecer um pouco mais sobre Gaudí e a história e conceitos utilizados nesta construção. O valor dos ingressos parte de 22€ e varia de acordo com a modalidade que escolher. Para mais informações, acesse o site oficial, aqui – https://www.lapedrera.com/es/home.

Após a visita seguimos por 500m na Passeig de Gracia, onde no número 43 está a Casa Batló, outra obra de Gaudí também aberta a visitação. Nesta daqui não chegamos a entrar, uma pena pois o lugar é lindo por dentro. O ingresso custa 23,50€ e existem algumas modalidades reduzidas. Para informações de horários, acesse – www.casabatllo.es .

Seguimos então para a Plaza Catalunya e depois percorremos a famosa La Rambla (1,4Km), uma espécie de mega calçadão bastante movimentado onde artistas se apresentam, alguns restaurantes colocam suas mesas por lá e muitas pessoas passeiam. Se tiver um tempinho, pode aproveitar para conhecer o Mercado La Boqueira, Grand Teatro del Liceu e então almoçar nesta região.

Ao final de Las Ramblas, viramos à direita e fomos visitar o Museu Marítimo de Barcelona (www.mmb.cat), cujo ingresso custa 5€. Após a visita, paramos um pouco para descansar em um dos bancos da Rambla de Mar.

Voltamos ao hotel para descansar pois à note resolvemos bater pernas novamente e ir até Montjuic ver as fontes Mágicas. Basta descer na estação Plaça Espanya e caminhar por 500m. Apenas atente-se aos horários e dias que as fontes funcionam (www.barcelonaturisme.com).

Na ocasião, lembro que subimos ainda umas escadarias (parte dela eram escadas rolantes) que nos levou deste local, onde ficam as fontes, até o Museu Nacional de arte Catalã. De lá você tem uma bonita vista de parte da cidade.

MAPA

3º Dia (Palau de la Musica, Igreja Santa Maria del Mar, Museu Picasso, Parc de la Ciutadella, Arc de Triomf, Vila Olimpica e Barceloneta)

Roteiro Barcelona Dia3

Após o café da manhã, seguimos para o Palau de la Musica situado na Calle Palau de la Musica, 4 (ou Carrer del Palau de la Musica), perto da estação de metrô Urquinaona. É uma fundação que por meio de algumas atividades como concertos, conferências, óperas, apresentações e exposições, promove a música, em especial, corais.

É possível realizar visitas guiadas no Palau e o ingresso custa 18€. Crianças até 10 anos não pagam. Ainda que você não faça a visita interna, ver esse belo exemplar do modernismo catalão por fora, valerá muito a pena (www.palaumusica.cat ).

Em seguida, caminhamos para a Igreja Santa Maria del Mar. Para chegar até lá, seguimos pela Via Laietana e entramos à esquerda na Carrer de l’Argenteria (800m). Visitamos a catedral por dentro e tivemos a maravilhosa oportunidade de ver alguns moradores de Barcelona, já em suas melhores idades, dançando a Sardana em frente a igreja. Uma típica dança de roda catalã. Lembro de ter visto que isso acontecia aos domingos, após a missa.

Obviamente não poderíamos deixar de visitar o Museu Picasso, que particularmente gostei muuuuito. Recomendo fortemente que faça essa visita. Adorei saber sobre suas fases rosa e azul, o que significaram e as produções decorrentes dessas fases.

O museu está na Carrer Montcada, 15, a 200m da igreja que visitamos antes. Os ingressos custam 11€ e o museu está fechado às segundas e em alguns dias festivos. Entrada gratuita aos domingos, após as 15h e o dia todo nos primeiros domingos de cada mês. Para informações atualizadas, veja o site do museu – www.bcn.cat/museupicasso.

Não me lembro muito bem, afinal isso aconteceu há 8 anos atrás, mas acho que foi após essa visita que almoçamos, passamos pelo Arc de Triomf e fomos até o lindo Parc de la Ciutadella para descansar um pouco.

Este parque possui cerca de 17 hectares e foi inspirado adivinha em que??? No jardim de Luxemburgo de Paris! Recebeu esse nome pois durante muito tempo foi o único parque “da cidade”. Depois de dar aquela cochilada no gramado, caminhamos até a praia de Barceloneta (800m).

Neste dia jantamos em um dos restaurantes de Las Ramblas: paella e sangria!!!

MAPA

4º Dia (Aquário de Barcelona e lojas)

Roteiro Barcelona Dia4

O último dia foi mais tranquilo, pois já estávamos exaustos. Então tínhamos no roteiro apenas a visita ao Aquário de Barcelona, que fica ao lado do Centro Comercial Maremagnum, ao final da Rambla de Mar. Os ingressos custam 18€ para compras no site (que já tem 10% de desconto em relação ao preço de compra no local). Crianças pagam um valor menor.

Digamos que não foi a visita que mais gostei de Barcelona, mas a estrutura do aquário é bem grande e moderna. Para saber mais sobre nossa visita quando lá estivemos, acesse nosso post – Aquário de Barcelona.

Depois disso o dia era livre e aproveitamos para visitar um tal de Corte Inglés…. Você já ouviu falar??? Aquilo é do mal! Impossível sair de lá sem comprar alguma coisa…rsrs. Brincadeira. Essa é uma famosa loja de departamento espalhada por toda a Espanha. Não sei se você é dessa época, mas se lembra do Mappin? Pois é. Algo assim…

Fomos ao Corte Inglés que fica na esquina da Ronda de Sant Perre e Passeig de Garcia. Aproveitamos depois para passar por outras lojas.

MAPA

O que eu achei desse roteiro?

Achei que mais 2 dias inteiros em Barcelona seriam interessantes para ver algumas coisas que não vimos como o Estádio do Barcelona e o teleférico de Montjuic. Ou mesmo para fazer umas visitas internas que não conseguimos como a Casa Batló.

Mas essa é uma alegre e vibrante cidade que não pode deixar de ser visitada. Além das boas energias dos que ali moram, é um símbolo arquitetônico sem igual.


Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Comente aqui

hoteis-booking





pesquise hotéis

pesquise passagens

videos

onde fica

    veja também

  1. Articket Barcelona
  2. Parque Güell – Parc Güell
  3. Barcelona Walks
  4. Barcelona
  5. Barcelona Bus Turistic

twitter

Me on Google+