Dicas e Turismo

Jardins de Luxembourg

Tínhamos acabado de chegar em Paris, era quase meio-dia e estávamos morrendo de fome e um pouco cansados.

Chegamos ao hotel, antes do horário de check-in e perguntamos se poderíamos ao menos deixar as malas na recepção para depois achar um lugar para comer.

A recepcionista concordou em francês rsrs. Escrevo isso porque esse momento foi um show à parte. Eu e meu marido falamos além do português, o italiano e sobrevivemos com o nosso inglês.

A pessoa com a qual nos comunicamos por e-mail para fazer a reserva, falava inglês, mas a senhora que estava lá quando chegamos, não.

E então, com um quê de italiano (mexendo as mãos, claro) comecei a perguntar para aquela senhora, ja que não falávamos francês, o que seria melhor para ela nos entender: se falássemos inglês ou italiano.

Imaginem a resposta??? FRANCÊS.

O pior é que eu insistia com a pergunta e ela com a maior calma e naturalidade respondia sempre: FRANCÊS.

Acabamos desistindo, deixamos as malas e fomos ao….. Mc Donald’s.

Faço aqui um parênteses. Em muitos Mcs em Paris, principalmente aqueles do centro, para evitar aqueles turistas que entram na lanchonete apenas para usar o banheiro (eu por exemplo… aliás todos os roteiros que faço possuem nos mapas pontos estratégicos de Mcs e Burger Kings para o pipi stop) colocaram uma espécie de fechadura com um painel onde você tem que digitar um código que aparece na sua nota fiscal. Chato, né?

Enfim, depois do Mc voltamos ao hotel e o quarto já estava disponível. Fizemos o check-in e decidimos sair um pouco para ter a primeira impressão da cidade. A tarde ensolarada estava maravilhosa.

Como nosso hotel ficava próximo a Tolbiac, seguimos pela Avenue d’Italie até a Place Henri Langois. Depois pegamos a Avenue de Gobelins, entramos na Boulevard de Port-Royal e entramos a direita na Avenue Georges Bernanos.

Aí começa praticamente os Jardins du Luxembourg.

Foi uma experiência à parte ver as pessoas em plena tarde sentadas na grama conversando, namorando ou como sempre com um livro em mãos. Ou ainda, sentadas em cadeiras (que estão sempre por lá) à beira de lagos e fontes vendo o tempo passar ou comendo um lanche.

Caminhamos pelo jardim para conhecer quase todos os seus cantos e depois nos sentamos para descansar um pouco. Um descanso a la francesa. Um passeio muito legal de se fazer, principalmente em um dia ensolarado.

O Jardim de Luxembourg é considerado o maior parque público (é gratuito também) de Paris. O parque é o jardim do Senado francês, localizado no Palácio de Luxemburgo, dentro do próprio parque. Os visitantes também podem entrar no palácio e participar de uma audiência do Senado francês, que está aberto ao público.

O jardim possui mais de cem estátuas, monumentos e chafarizes, espalhados por todo o terreno. Em torno do espaço verde central estão dispostas cerca de vinte figuras históricas de rainhas francesas e santas comissionados por Louis-Philippe, em 1848, sobre pedestais, incluindo estátuas de Joana III de Navarra, Branca de Castela, Ana de Áustria, Luísa de Sabóia, e Anne da França.

Onde

Rue de Médicis / Rue de Vaugirard
75006 – Paris, França

Como chegar

De metrô

Desça na estação Odéon.

De RER

Desça na estação Luxembourg que é definitivamente mais próxima que a estação de metrô.

De ônibus

Linhas 21,27,38,58,82,83,84,85 ou 89.

Funcionamento

Aberto todos os dias da semana entre 7:15h e 8:15h. E fechado às 14:45h ou 19:30h de acordo com a estação do ano. É permitida a entrada de animais.

Links externos

www.a-paris.net
www.pps.org
www.parisinfo.com

passagem Veja aqui vôos para Paris.

hotel Veja aqui hotéis em Paris.


Um Comentario

Adorei todas as suas dicas. São preciosas. Sucesso e não pare. Você consegue ser bem clara e ajuda demais.
Só uma porém, se puder colocar as linhas em que as estações indicadas ficam, seria fantástico. Bjooo

Feito por Paula SIqueira — 29 de janeiro de 2014 @ 17:41



Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Comente aqui

twitter

Me on Google+