Dicas e Turismo

Aeroporto do Rio de Janeiro – Galeão

Post feito em parceria com o Portal Dsconto

Em setembro do ano passado, conheci pela primeira vez a cidade do Rio de Janeiro. O cartão postal mais famoso do Brasil no exterior. Tamanha sua promoção (ou da falta de promoção das outras merecidas cidades), que em muitos dos lugares em que eu morei na Itália, algumas pessoas acreditavam mesmo que esta é a capital do Brasil!!! Eu sei! Bizarro, né?

Mas, como boa brasileira, precisava ir até a cidade maravilhosa e ver com meus próprios olhos por que o Rio é tão lindo! E vou deixar os frutos dessa visita por aqui, em alguns posts que vou escrever. E esse primeiro será sobre o aeroporto que utilizei quando cheguei ao Rio de Janeiro.

Para quem não sabe, o Rio é servido pelos aeroportos de Santos Dumont (SDU), Galeão (GIG) e Jacarépagua. Este último localiza-se na Barra da Tijuca e é mais utilizado para taxis aéreos e voos não regulares.

Em nosso caso, tanto para chegar como para partir do Rio, utilizamos o Aeroporto de Galeão, também chamado de Aeroporto Antonio Carlos Jobim. Este é o aeroporto internacional da cidade, com maior área e que recebe milhões de passageiros por ano. É considerado o segundo aeroporto mais movimentado do Brasil e possui também a maior pista de decolagem e pouso do país.

Ele encontra-se a 20 Km do centro da cidade, sendo portanto mais distante que o aeroporto de Santos Dumont, que está a cerca de 2 Km do centro.

No ano de 2012, ele completou 35 anos de existência e com algumas reformas em andamento, pretende ter seus dois terminais operando perfeitamente para receber o grande evento da Copa de 2014.

Serviços

O aeroporto oferece bons serviços para passageiros que ficarão lá por um breve período como:

- Bancos, casa de câmbio e caixas eletrônicos;
- Restaurantes, lanchonetes e cafés;
- Lotérica e Correios;
- Posto médico e farmácia;
- Free Shop e lojas de conveniência como joalherias, livrarias e vestuário;
- Salão de Beleza;
- Fraldário;
- Estacionamento;
- Locadora de Veículos e taxis.

Companhias aéreas

Por ser um aeroporto internacional, é esperado que muitas companhias passem por ali. Entre elas estão a Gol, Azul, Avianca, Tam, Aerolineas, Alitalia, British Airways, Air France, Copa Airlines, Delta, Ibéria, Lan Chile, Emirates, Tap e muitas mais.

Em nossa viagem utilizamos a Tam Linhas Aéreas e gostamos muito mesmo do avião e do serviço de bordo. Espaço mais do que razoável para as pernas e nas laterais dos assentos. Sem contar que, naquele final de semana, encontramos tarifas bem legais.

Se quiser uma dica quando for comprar as suas passagens, dê uma pesquisada na Loja da Tam no Portal Dsconto, eles reúnem, quando em vigor, os descontos oferecidos pela Tam e outras companhias e empresas de turismo. Ou vá até o Portal do Dsconto e, mais do que apenas viagens, aproveite os outros descontos que sempre aparecem por lá. É só ficar de olho!

Como chegar e sair do aeroporto

De carro

De carro, você pode chegar ao aeroporto utilizando as conhecidas Linhas Amarela e Vermelha ou então a Avenida Brasil.

A dica é calcular o tempo desse percurso com cautela. Horários de pico podem prolongar o tempo de sua viagem e comprometer assim o seu embarque.

Taxi

Existem aos montes na porta de desembarque e podem ser classificados em dois tipos: os convencionais (amarelos com uma faixa azul) e os ditos especiais (sem cor pré definida, pois podem pertencer a cooperativas diferentes). Em teoria, os amarelos podem ser parados pelo passageiro em qualquer ponto da rua, e os especiais, apenas mediante solicitação telefônica. E as tarifas costumam ser mais caras com os taxis especiais.

Se você optar mesmo por pegar um taxi, a dica que sempre me deram foi de pedir para que o valor de sua corrida seja calculado pelo taxímetro e não negociar um preço fechado. Afinal, se você não for de lá, não conhecerá as distâncias e portanto, não terá como saber se o valor fechado foi justo ou não.

Lembre-se também que nem todos os taxis são credenciados. Portanto, opte por aqueles indicados pelos hotéis ou que possuem um guichê dentro do saguão do aeroporto. Ainda que isso possa significar alguns reais a mais.

De ônibus

Essa foi a nossa opção, ainda que tenhamos ficado em dúvida, às 00:15h de uma sexta, parados de mochila em frente ao aeroporto. Pegamos o Real Auto Ônibus Premium, mais conhecido como “frescão” (o último que partiria dali), e descemos na Avenida Atlântica, pois ficaríamos hospedados em Copacabana.

Super tranquilo e seguro. Pagamos 12 reais por pessoa. Mas saiba que o preço da tarifa varia de acordo com a linha que você for utilizar. E como não existe cobrador nesse tipo de ônibus, o pagamento deve ser feito diretamente com o motorista, logo que você subir. Reservar também não é necessário.

Se precisar de mais informações sobre esse serviço, acesse www.realautoonibus.com.br

Links externos

www.infraero.gov.br


Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Comente aqui

twitter

Me on Google+